GH Senac Campos do Jordão

Vista da área com casa Pinha ao fundo

A convite da designer de interiores Lia Strauss e do Grande Hotel Senac, o engenheiro Lao Napolitano desenvolveu um playground multifuncional que tem como atração principal a casinha, batizada de Casa Pinha.

Fruto da araucária, a árvore-símbolo de Campos do Jordão, a pinha inspirou o traçado desta casinha suspensa, construída na área externa do hotel de Campos do Jordão, situada na Serra da Mantiqueira, no interior paulista.

Vista Geral do playground Multifunciona

A casinha e a trilha que leva a ela são suspensas por troncos de eucaliptos autoclavados, posicionados em “X”. As paredes e o teto são de taubilhas de pinos e são forrados internamente por placas OSB (sigla em inglês para painel de tiras de madeiras orientadas). Os batentes das portas e janelas são de réguas de cumaru. O piso é, também, de cumaru, com estrutura de barras metálicas.

O trajeto de acesso ao refúgio, que mede cerca de 15 metros, começa com duas plataformas em níveis distintos, com pisos idênticos ao da casa. Ligada a elas, há uma extensa ponte-desfiladeiro, composta por troncos de eucaliptos, presos por cabos de aço, e redes de proteção de cordas de poliéster.

Mais adiante, uma travessia formada por um único tronco ladeado por fitas de polipropileno trançadas, ligadas a duas toras laterais onde os pequenos aventureiros se apóiam durante a passagem, leva à Casa-Pinha.

Panorâmica do brinquedo

Para subir no brinquedo, a criançada pode usar, ao longo do percurso, duas miniparedes escalada, formadas por estruturas metálicas e de madeira (itaúba), superfícies de tábuas de cumaru e agarras de resinas de poliéster e areia. Para descer, é possível deslizar por dois escorregadores de plástico reciclado pós-consumo e por um corrimão de bombeiro. Uma escada metálica oferece as duas opções.

De acordo com Napolitano, “todas as conexões são feitas com parafusos, ao invés de pregos, que são cobertos com calotas de plásticos reciclados pós-consumo, e todas as extremidades do modelo são abauladas, para evitar arranhões nas crianças”, afirma. Ele também conta que a peça pode ser adaptada a diferentes tamanhos e características dos ambientes.

Assista uma apresentação sobre o projeto: